8 de dezembro de 2009

Lady Gaga

Publicado em Novembro no Actual do Expresso:


The Fame Monster
Lady Gaga
2 CD Interscope/Universal

A nova-iorquina Lady Gaga propaga-se pelo mundo pop somente desde 2008, mas as suas manifestas virtudes (energia criativa, propensão camaleónica, carisma, aparente controlo criativo sobre as coisas em que se mete) e o êxito já alcançado colocam-na nas calmas ao lado dos outros nomes mais marcantes na canção mainstream desta década – Beyoncé, Rihanna, Britney Spears. E com séria probabilidade de se tornar em breve um ícone da pop art para o século XXI, mais David Bowie do que Madonna. “The Fame”, o seu álbum de estreia, é agora relançado com um segundo CD de oito novas canções, quase todas superiores ao repertório mais antigo: são maiores, mais dramáticas e mais sofisticadas, numa progressão lógica da synthpop para televisão & discoteca tal como era praticada na segunda metade dos anos 1980, e quase descartando o r&b que ainda marcava “The Fame”. Muita atenção aos espantosos retratos ‘de’ Lady Gaga realizados por Hedi Slimane e que acompanham esta edição, sublimando a noção da cantora como um reservatório de personagens ilusórias, sensuais e de contornos difusos. Na era da exposição máxima, Lady Gaga faz-se estrela apelando aos poderes da ocultação.



Sem comentários: