24 de setembro de 2009

La Düsseldorf

(publicado em Agosto no Expresso)

La Düsseldorf
La Düsseldorf
Water/Mbari

Viva
La Düsseldorf
Water/Mbari

Tributo a uma cidade nova e a um país reconstruído, o futuro tão radioso que só lá vai com óculos escuros, o veículo a que Klaus Dinger deitou mão depois dos Neu! já não se aturarem. O ritmo motóriko foi ‘emprestado’ por Klaus ao irmão Thomas Dinger e a Hans Lampe e consequentemente arrumado para um plano mais secundário. Mas neste gesto a música ganhou Sol sem perder o estado de hipnose. Ouve-se agora “La Düsseldorf”, lançado com sucesso em 1976, e ouve-se a visão radicalmente germânica da ponte que dista entre os Velvet Underground mais maquinais e os Stereolab. Uma ponte só possível porque os Kraftwerk já haviam rasgado o caminho original. Escuta-se o instrumental ‘Silver Cloud’ e entende-se como, entre um mundo a experimentar o rock progressivo e cósmico, e outro que estava a nascer 478 quilómetros a nordeste, em Berlim, pela mão de David Bowie e Brian Eno, esta celebração do movimento pode ter sido um (justíssimo) hit single. “Viva”, de 78, é um disco mais efusivo, a ideia dos Beatles (e dos Beach Boys, e dos Wings) recriada por um bando de hippies austronautas. O glorioso ‘Rheinita’ é aqui o que ‘Silver Cloud’ fora no disco de estreia.

Sem comentários: